Começa nesta quarta o reconhecimento das especiais do Rally de Erechim

Competidores vão à pista para conhecer o trecho onde acontecerá a corrida no próximo final de semana
erechim-levantamento

 
Vai começar a preparação das equipes para a disputa do maior rally de velocidade do Brasil. Nesta quarta-feira, os competidores entram na pista, não para competir, mas para um trabalho de suma importância para que possam acelerar da melhor maneira possível na corrida, do Rally de Erechim.

Inicia nesta quarta, dia 28 e vai até sexta, o trabalho de reconhecimento das especiais. Em Erechim, norte do RS, serão 13 especiais, em 177 quilômetros de trechos cronometrados. No reconhecimento dos trechos, o piloto repassa ao navegador o que deseja ouvir durante a corrida.

Para isso, cada dupla poderá passar duas vezes por cada um dos trechos. “Não só em Erechim, mas em qualquer rally o reconhecimento é muito importante, pois faz com que a dupla venha ganhando confiança a cada especial e o fato de sabermos das características das especiais de Erechim, nos favorece”, destaca o piloto Carlos Celuppi, da equipe Total Rally.

Evandro Carbonera, da Cavaletti Rally Racing salienta que este trabalho de reconhecer as especiais é sempre um dos pontos mais importantes para o rally de velocidade. “Vejo isso como fundamental para um bom resultado. Temos que nos dedicar muito neste item”, explica.

O paranaense Ricardo Malucelli, da equipe UB Rally/JMalucelli competirá na prova pela segunda vez. Para ele, o reconhecimento é um dos pontos fundamentais.  “Todos nós sabemos que o rally começa no levantamento. Por isso vamos fazer o reconhecimento com muita calma e analisar todos os riscos possíveis”, frisa.

Quem conhece bem a região é a dupla Fábio Dall Agnol e Gabriel Morales, da equipe Dall Agnol 53/UB Rally. Mesmo assim, Fábio diz que o reconhecimento é fundamental para um rally longo como este. “Precisamos manter o foco no levantamento já que este ano não temos muito tempo. Vamos utilizar os levantamentos do ano passado com as correções necessárias”, afirma.

“O reconhecimento sempre é importante em um rally. Nesta prova, alguns trechos são iguais aos do ano passado, o que facilita o trabalho. Mas, mesmo assim, será preciso muita atenção para fazer um bom levantamento e conseguir andar bem”, completa Gabriel.

Programação da corrida:
Sexta | 30 de maio
07h20 – Início Shakedown 4X4
09h23 – Largada 1º Carro no Qualifying Stage
11h20 – Início Shakedown 4X2
13h20 – Início Shakedown Cross Country
14h20 – Encerramento Shakedown
15h00 – Qualifying Stage – Escolha de Ordem
18h34 – Largada 1º Carro no Super Prime EAEC

Sábado | 31 de maio
08h33 – Largada 1º carro na SS Verdureiros “Master S.” 1
08h51 – Largada 1º carro na SS Pedreira “Cavaletti” 1
09h19 – Largada 1º carro na SS Paulo Bento “Cercena” 1
11h25 – Largada 1º carro na SS Verdureiros “Master S.” 2
11h43 – Largada 1º carro na SS Pedreira “Cavaletti” 2
12h11 – Largada 1º carro na SS Paulo Bento “Cercena” 2
14h03 – Largada 1º carro no Super Prime EAEC

Domingo | 01 de junho
08h03 – Largada 1º carro na SS Campininha “Olfar” 1
08h31 – Largada 1º carro na SS Capo-Erê “Rei Verde” 1
10h27 – Largada 1º carro na SS Campininha “Olfar” 2
10h55 – Largada 1º carro na SS Capo-Erê “Rei Verde” 2
11h33 – Largada 1º carro no SS ACCIE
13h30 – Cerimônia de premiação

Texto e foto: Edson Castro