Rally Erechim

Dupla Paulista tem ótima estreia no CBR 2014

A bordo do XRC da Promacchina, Dimas e Rodrigo terminam o Rally de Pomerode na segunda colocação
pomerode-final-dimas

 
A bela cidade de Pomerode, em Santa Catarina, recebeu, neste último fim de semana, a primeira etapa do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade. Com belas paisagens, clima agradável e um show de pilotagem, a temporada 2014 começa com tudo, e mais um pouco.

Já na sexta-feira, durante o Super Prime, que também definiu o grid de largada, o público pode acompanhar de perto as novas máquinas e pilotos, que farão de 2014, mais um ano de sucesso para o rally nacional. Dentro do Parque de Eventos de Pomerode, foi montada uma estrutura para a largada promocional e, na sequencia, a tomada de tempo para definição da ordem de largada.

Já no sábado, os trechos cronometrados traziam um misto de curvas em baixa e muitas retas, as quais tiraram o fôlego de muitos pilotos e navegadores. “Quando chegamos ao apoio, após a primeira sessão, perguntei ao nosso chefe de equipe Maurício Neves, em qual velocidade o XRC atinge ao piscar do Shift Light em quinta marcha, e ele respondeu: 190 km/h. Foi quando percebi a máquina que estava em minhas mãos! O carro é excelente, não tenho dúvidas que será um ano muito divertido.” – confessa Dimas Pimenta, após pilotar o carro pela primeira vez.

Com mudanças no regulamento, no CBR agora os competidores que por ventura não completarem a especial poderão voltar à prova, mas com um acréscimo de 3 minutos em seu tempo. Em Pomerode esta regra foi usada por 3 duplas da categoria CBR 1 (4×4). Na terceira especial do dia, a dupla paranaense Ricardo Malucelli e Giovani Bordin encontraram um barranco e tiraram o Mit Evo 10 da disputa. O mesmo aconteceu com a dupla Milton Pagliosa e Sidinei Broering, na mesma especial, em uma saída de curva. E por fim, a dupla Dimas Pimenta e Rodrigo König, tiveram pane seca, à 500 metros da chegada, na última especial do dia.

“No domingo, com as posições praticamente definidas, procuramos entender melhor o funcionamento do carro e o rally virou um treino de luxo. O Dimas focou na tocada mais agressiva, para chegar ao limite do XRC e a sensação de velocidade foi aumentando a cada especial. Na última o nosso objetivo era pontuar na Power Stage, e conseguimos também a segunda colocação, apenas 4 segundos atrás de Ulysses Bertholdo e Marcelo Dalmut. Foi uma estreia muito boa!” – conta Rodrigo, que disse também, ter que ajustar por completo o estilo de navegação, já que a velocidade do XRC é muito maior que a do 207, da temporada anterior.

A dupla, patrocinada pela Dimep, quer agora, fazer mais treinos, para que, em Erechim, próxima etapa do Brasileiro, no dia 1 de junho, o time versus máquina esteja em maior entrosamento. Esse é o objetivo deste ano, aprender a usar esse carro, com mais de 300 HP, com mais velocidade e menos risco. Saiba mais no facebook.com/konigracingteam e no rallybr.com.br.

Press Release imprensa@rallypaulista.com.br