Rally Erechim

Prova para piloto paranaense esquecer e projetar próxima etapa do Brasileiro de Rally

Ricardo Malucelli não conseguiu pontuar na maior prova do ano, disputada em Erechim, no RS

erechim-final-ricardo

O último final de semana, que marcou a disputa da segunda etapa do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade, junto a provas dos campeonatos Sul-americano e Gaúcho, em Erechim, no RS, não foi dos melhores para o piloto paranaense Ricardo Malucelli, da equipe RT One (JMalucelli/Banco Paraná/Esthetic Car’s Detail). Ao lado do navegador gaúcho Giovani Bordin, o piloto enfrentou dois acidentes na prova.

O primeiro no sábado. “Vinhamos num ritmo forte, buscando tirar tempo em relação a nossos concorrentes, melhoramos na segunda especial e quando entramos para a terceira do dia, sabíamos que ali muita coisa poderia ser decidida em função de ser a maior do rally. Acabamos saindo forte em uma curva e capotamos, o que nos forçou a abandoar a prova neste dia”, lamentou Ricardo.

Mas no domingo, terceiro e último dia de prova, a equipe conseguiu deixar o Peugeot 207 em condições de voltar á corrida. “No sábado estávamos entre os três melhores dos carros 4×2 no geral da prova. No domingo, infelizmente, após estarmos liderando nossa categoria, saímos forte em outra curva e batemos. A batida danificou o Peugeot 207 e com isso abandonamos. Mas vamos lá, cabeça erguida, bola para frente, sabemos que fizemos nosso melhor nesta prova e andamos num ritmo forte”, disse o navegador Giovani Bordin.

A dupla já começa a projetar a próxima etapa do certame nacional, que acontecerá na cidade de Ouro Branco, MG, entre os dias 15 e 16 de junho. Será a terceira etapa do ano no Brasileiro de Rally de Velocidade. Ricardo e Giovani competem pela categoria 207, mono-marca Peugeot para carros do modelo 207.

PrimeComunicação
Texto e Foto: Edson Castro