Rally Erechim

Equipe paranaense quer manter evolução no maior rally de velocidade do Brasil

Ricardo Malucelli fará sua segunda prova com um carro 4x4 e almeja bom desempenho em corrida que acontece na próxima semana, no RS. Time estreará novo carro
erechim-ricardo

 
Depois de estrear na categoria mais forte do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade, a CBR1, dos carros de tração 4×4, o piloto paranaense Ricardo Malucelli, juntamente com o navegador Giovani Bordin, quer agora manter a sequencia da evolução almejada para esta temporada, que marca os primeiros passos da dupla nesta categoria.

E o próximo desafio será justamente o maior rally do Brasil, a ser disputado entre os dias 28 de maio e 1º de junho, em Erechim, norte do RS. Esta será também a estreia do novo carro e oficial da equipe para a temporada 2014, o Mitsubishi Lancer Evo X, que está sendo preparado pela equipe UB Rally. Na etapa de Pomerode, em março, a dupla andou com um Lancer alugado.

Agora a expectativa é pela primeira corrida com o carro oficial do time UB Rally (JMalucelli, Esthétic Cars Details, Rádio Transamérica – apoio Ogio, Paraná Banco, Citra Bar). “Nossa expectativa é grande para esta corrida, pois vamos andar pela a primeira vez no nosso carro. Estamos confiantes e queremos fazer uma prova sem surpresas”, salienta Ricardo.

Para ele, um dos principais desafios nesta corrida em Erechim, é a distância da prova, que terá 13 especiais, em 177 quilômetros de trechos cronometrados. “Precisamos ter muita concentração e foco para poder terminar o rally”, salienta o piloto.

Ricardo frisa que o carro está praticamente pronto. “A equipe UB Rally vem trabalhando dia e noite para terminar o Lancer. Infelizmente não vamos ter tempo para treinar. Pois isso é ideia é começar com muita calma e ir ganhando confiança durante a prova”.

Rally longo

Durante três dias, o Rally de Erechim desafiará os competidores em suas longas distâncias. Um trecho promete ser importante, pois pela primeira vez a prova tem uma especial com mais de 30 quilômetros. “Pessoalmente é a realização de um sonho meu, poder guiar um carro 4×4, com 330 CVs, 66 quilos de torque, com um navegador de altíssima qualidade e ainda ter 30 quilômetros de pista livre para acelerar. E ainda poder contar com toda a estrutura que só o Rally de Erechim oferece. Difícil, está sendo segurar a ansiedade. Mas eu tenho certeza que a hora que colocar o capacete e sentar no carro tudo passa”, frisa Ricardo.

“Emoção é a palavra que usaria para descrever o que é andar 30 quilômetros em um carro muito bom como o Lancer Evo X, junto de um amigo, com toda a segurança que o evento nos proporciona. Também é a realização de um sonho , pois andar de 4×4 é se sentir bem perto dos grandes WRCs”, aponta o navegador Giovani Bordin.

Outro ponto importante da prova será o super prime, na noite de sexta-feira, dia 30. Para Ricardo, competir à noite muda muita coisa. “Não temos mais os pontos de referência que durante o dia a gente consegue ver. Vamos fazer um levantamento mais cauteloso, sempre pensando no término no rally”, diz. “É necessário anotar de forma clara e competente as graduações que o Ricardo graduar, pois a categoria é rápida e exige o máximo dos dois”, completa Giovani.

O Rally de Erechim

A programação do Rally de Erechim começa na terça-feira, dia 27 com a abertura do parque de Apoio para as equipes montarem seus boxes. Este fica junto ao Parque da Accie, margens das BRs 153 e 480, onde também ficará toda a estrutura da prova.

O reconhecimento das especiais será feito pelos competidores entre a quarta e quinta, dias 28 e 29. Ainda na quinta tem a largada promocional, a partir das 20h, na Praça da Bandeira, centro de Erechim. Na sexta, dia 30, uma intensa programação começa com o shakedown (treino final) e qualifying stage, este apenas para os carros 4×4. E a partir das 18h, larga o super-prime noturno, a primeira especial da prova, em uma pista especialmente montada para a corrida, junto ao Parque da Accie.

A corrida segue no sábado, 31 de maio e domingo, 1º de junho. Quem competir pelo Campeonato Gaúcho, anda apenas a primeira parte da prova, entre a sexta e sábado. Já quem andar também para pontuar nos campeonatos Sul-americano e Brasileiro, a corrida prossegue até o domingo. Mais informações, como mapas e locais para assistir o rally, programação completa, podem ser encontradas no site do evento, www.rallyerechim.com.br.

Prime Comunicação
Texto e foto: Edson Castro