José Barros Neto volta aos carros 4×4 no Rally de Erechim

Piloto competirá na categoria Classe 3 com o navegador Marco Marini

erechim-zebarros

 

O Rally Internacional de Erechim ganhou mais uma dupla no grid da categoria Classe 3/4×4. O piloto erechinense José Barros Neto e o navegador Marco Marini vão andar a bordo de um Mitsubishi Lancer. Este será o terceiro ano consecutivo que José Barros Neto anda com carros de tração 4×4 na prova de Erechim, ele que já conquistou seis títulos do Campeonato Gaúcho da categoria Classe 9 (carros de tração 4×2).

O piloto da equipe Artesani Rally, inclusive iniciou a temporada andando com o GM Celta, entre os carros 4×2. “Será minha terceira prova aqui em Erechim com um 4×4, então aquela insegurança de andar num carro desconhecido, praticamente já não tenho mais. Apesar de que o carro que andarei esse ano não é o mesmo dos anos anteriores e também só terei contato com ele nos dias que antecedem a prova”, destaca José Barros.

A equipe de José Barros Neto será uma das mais de 90 já inscritas para competir na prova gaúcha que receberá disputa simultânea para os campeonatos Sul-americano, Brasileiro e Gaúcho de rally de velocidade. “Minha expectativa é muito boa, a prova já esta batendo todos os recordes, antes mesmo de acontecer. Com certeza será novamente um grande show”, aponta o piloto.

Para o navegador Marco Marini, a dupla já provou que o bom entrosamento entre piloto e navegador, os torna competitivos. “A prova de Erechim tem a característica de ser longa, muita coisa acontece nos três dias de rally. Temos que ser cautelosos e definir bem nossos adversários”, aponta Marini.

Estratégia é andar entre os melhores no Rally de Erechim

Erechim é a maior e mais importante prova do Brasil no rally de velocidade. A corrida já é bastante conhecida, tanto de José Barros Neto quanto do navegador Marco Marini. “Nós, que estamos acostumados a andar em etapas do Gaúcho e Brasileiro a diferença é que esta é uma prova bem mais longa em relação a demais etapas, e por isso temos que ser um pouco mais conservadores para diminuir a possibilidade de alguns problemas que podem nos tirar da corrida. Entretanto só o transcorrer da prova vai poder determinar o ritmo, pretendemos brigar pela vitória, e se estivermos nessa disputa, não há planejamento, só tentar andar o mais rápido possível e torcer para ter sorte de não ter nenhum problema”, diz José Barros Neto.

O piloto destaca sua evolução entre os carros de tração 4×4. “Não tive tantas corridas, essa será minha terceira prova em Erechim com um 4X4, além dessas ainda fiz uma em Santa Maria com o XRC (Protótipo 4X4 nacional). Nas três provas anteriores consegui a vitória na categoria. Então não tive muita dificuldade em me adaptar ao carro, o que me deixa tranquilo e seguro para essa prova, apesar de que, a última vez que andei nessa categoria foi no ano passado”, enfatiza José Barros.

Trajetória no rally

José Barros Neto destaca sua trajetória dentro do esporte. “Acompanho o rally de velocidade há muito tempo, já que meu pai, Fico Barros, também é piloto e um entusiasta do esporte. Fiz minha primeira prova em 2004 e a partir de então venho participando quase regularmente do Campeonato Gaúcho onde sou hexacampeão. Este ano estamos pretendendo correr o Campeonato Brasileiro”, explica.

O Rally de Erechim

Erechim, no norte do RS, recebe uma das mais tradicionais provas do rally de velocidade brasileiro. O grid esperado é de nada menos que 91 carros e mais de 80 mil expectadores in loco. A prova é considerada a melhor e maior do certame nacional e sul-americano.

A programação este ano começa mais cedo. Na terça-feira, 14, as equipes começam a montar suas estruturas (boxes) no Parque de Apoio, que ficará junto ao Parque da Accie. Na quarta e quinta, dias 15 e 16, acontecem os reconhecimentos das especiais pelos competidores. Na quinta, tem também a largada promocional, a apresentação dos competidores ao grande público em evento que reúne, normalmente, mais de 10 mil pessoas, no centro da cidade.

Na sexta-feira, 17, as equipes tem a oportunidade de fazer o último teste antes da corrida, no shakedown. E a noite, começa a prova com o super-prime noturno, em pista montada junto ao Parque da Accie. A prova segue também no sábado e domingo, dias 18 e 19. Mais informações e mapa para o público acessar os locais para ver o Rally, no endereço www.rallyerechim.com.br.

Prime Comunicação
Texto e foto: Edson Castro