Piloto catarinense se mostra ansioso por disputa do maior rally de 2013

Julio Romi vai disputar a 16ª edição do Rally de Erechim que receberá disputa simultânea dos campeonatos Sul-americano, Brasileiro e Gaúcho

erechim-romi

 

Acostumado a grandes desafios na carreira, o piloto de Florianópolis, Julio Romi se mostra pronto para mais uma corrida eletrizante, a disputa da 16ª edição do Rally Internacional de Erechim, prova que acontecerá entre os dias 14 e 15 deste mês na cidade gaúcha de Erechim. Nada menos que a maior corrida do ano, em que valerá disputa simultânea para etapas dos campeonatos Sul-americano, Brasileiro e Gaúcho de rally de velocidade.
O piloto da equipe ProRomi Racing terá ao lado o navegador gaúcho Eduardo Tonial. Juntos eles esperam conquistar um bom resultado em uma corrida que as dificuldades prometem ser extremas. Além de mais de 140 quilômetros de trechos cronometrados em estradas de terra, a corrida em Erechim já tem mais de 85 carros inscritos para alinhar no grid de largada.
São competidores de vários estados brasileiros e também de países como Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia e Equador. “Estamos ansiosos pela prova de Erechim, é sempre um rally muito esperado por todos que são apaixonados por esse esporte, o carro está em processo final de preparação. Depois da corrida em Canela ele foi todo desmontado e revisado, tivemos um sério problema no motor que teve que ser todo refeito pela nossa equipe, estamos aguardando a Abadia Competições liberar o carro para ser testado”, enfatiza o piloto Julio Romi.
O navegador Eduardo Tonial cita que Erechim é um rally longo e a regularidade dentro dele com certeza faz a diferença, pois na opinião de Eduardo, são vários competidores em cada categoria. “Na nossa categoria, a 4×4, teremos mais de 25 carros no grid, a maioria estrangeiros com muita experiência, então temos que fazer uma prova limpa e forte e assim tentar assegurar um lugar ao pódio”, enfatiza o navegador.

Levantamento começa mais cedo
No Rally de Erechim deste ano, o levantamento, ou reconhecimento das especiais, começará na quarta-feira, 15. Será um dia antes em relação as últimas edições da prova. Este, para Eduardo Tonial, é um momento importante. “O levantamento tem de ser feito sem erros, como é um rally longo e cansativo vai exigir muito da atenção do navegador e piloto. Então um levantamento bem feito fará a diferença sem duvidas. O mais difícil é manter a concentração, pois, além de ser uma corrida longa e difícil o público contagia a tripulação do carro. Em todas as especiais sempre há muitos fãs do esporte e tanto piloto quanto navegador querem dar o seu melhor no carro, mas teremos de manter a concentração para não cometer excessos”, explica Eduardo.
O Rally de Erechim

Erechim, no norte do RS, recebe uma das mais tradicionais provas do rally de velocidade brasileiro. O grid esperado é de nada menos que 85 carros e mais de 80 mil expectadores in loco. A prova é considerada a melhor e maior do certame nacional e sul-americano.

A programação este ano começa mais cedo. Na terça-feira, 14, as equipes começam a montar suas estruturas (boxes) no Parque de Apoio, que ficará junto ao Parque da Accie. Na quarta e quinta, dias 15 e 16, acontecem os reconhecimentos das especiais pelos competidores. Na quinta, tem também a largada promocional, a apresentação dos competidores ao grande público em evento que reúne, normalmente, mais de 10 mil pessoas, no centro da cidade.

Na sexta-feira, 17, as equipes tem a oportunidade de fazer o último teste antes da corrida, no shakedown. E a noite, começa a prova com o super-prime noturno, em pista montada junto ao Parque da Accie. A prova segue também no sábado e domingo, dias 18 e 19. Mais informações e mapa para o público acessar os locais para ver o Rally, no endereço www.rallyerechim.com.br.

PrimeComunicação
Texto e Foto: Edson Castro