Search
Close this search box.

Dupla vence o rally mais duro do ano

Dimas III e Rodrigo König venceram a terceira etapa do ano e aproximam-se do título

 

Não é a toa que o Campeonato Brasileiro de Rally é um dos melhores eventos automobilísticos do país. Após a caravana sair de Canela, na Serra Gaúcha, e passar por Erechim (RS) e Ouro Branco MG), estacionou seus carros e equipes na organizada cidade de Cascavel (PR), para a quarta etapa do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade. Foi o rally mais duro do ano, com muitas quebras e pneus furados, mas também uma das mais emocionantes e competitivas etapas, entregando para Atibaia (SP), a chance de decisão em todas as categorias.

Na categoria 207, em especial, a dupla Dimas Pimenta III e Rodrigo König, aumentaram suas chances de título. Porém, foi uma tarefa não tão fácil. A dupla, que possuía uma pequena vantagem sobre Marlon Goulin e Maicon Souza, ambos de Curitiba (PR), encontrou um rally muito bom, com especiais rápidas e técnicas, mas que também encontrou várias pedras no caminho, deixando a disputa ainda mais emocionante.

No primeiro dia, a dupla largou para a primeira sessão com o intuito de manter a vantagem sobre a equipe paranaense. O que logo de cara mostrou ser uma dificuldade, já que o Marlon e Maicon venceram a primeira especial por apenas 2 segundos, deixando os paulistas na segunda posição. No final da segunda e terceira especiais, mais um desconforto. Dimas e Rodrigo caíram para a quarta colocação, sendo ultrapassados por Rodrigo Melo e Gerson Langer, dupla de Brasília, e por Ricardo Malucelli e Giovani Bordin, também do Paraná. Só este desempenho já preocuparia a dupla, mas além disso, a terceira especial, que terminava dentro do Autódromo de Cascavel, possuía um final muito duro, dobrando duas rodas e criando bolhas em dois pneus no carro #3 da Dimep. A dupla saiu para a segunda sessão com a cabeça em terminar o rally e não mais em vencer. Mesmo assim teve um pneu furado na quarta especial, o que determinou um ritmo mais conservador, ainda, a eles. No desenvolver da prova, porém, a estratégia começou a surgir efeito. Com furos nos pneus, quebras e erros dos adversário, a dupla chegou ao final do Sábado com a vitória, com uma diferença de mais de 1 minuto para o segundo colocado.

No segundo dia, o pensamento era só um, terminar. Dimas e Rodrigo saíram para as especiais de domingo com 5 pneus, sendo que, o estepe furado e os dois pneus traseiros com bolha. No campeonato, cada dupla pode usar somente 6 pneus, durante todo o fim de semana, e então, a dupla que havia vencido o dia anterior, tinha um respiro para fazer o dia passeando, um sexto lugar era lucro. E foi o que aconteceu. Ao logo do dia as duplas se revezaram na liderança e impunham um ritmo rápido, deixando para traz a dupla paulista. Rodrigo e Gerson, que lideravam o dia, passaram a se aproximar do tempo acumulado, tirando cerca de 20 segundos por sessão. Foi quando tudo mudou. Na saída para a última sessão, Dimas e Rodrigo, que tinham 28 segundos de vantagem para a dupla de Brasília, erraram um controle e foram penalizados em 20 segundos. Tudo levava a crer que a dupla terminaria o domingo na quarta posição e em segundo na geral do fim de semana, que ainda era um bom resultado. Mas, em um ultimo papo, antes da largada, a dupla decidiu que já haviam poupado equipamento suficiente para poder acelerar, e foi o dito. Fizeram as duas últimas especiais do rally no limite. Onde havia saltos conservadores, eles saltaram pra valer. Onde havia curvas fechadas, esparramavam o carro e contornavam com mais velocidade. Nas retas, pé no porão. E o resultado? Abriram mais 8 segundos e venceram o rally, com o carro destruído, mas com a adrenalina a mil.

“Foi um fim de semana fantástico, em todos os sentidos. Nunca havíamos passado por tantas adversidades, e mudanças de tocada, como em Cascavel. Com certeza, para a dupla, a melhor prova do ano.” Disse Dimas ao final do rally. Rodrigo completa: “Foi um inicio de ano de aprendizado. Éramos vistos como azarões, já que é o ano de estreia do Dimas. Mas hoje, considero a nossa dupla a mais constante e equilibrada. Temos uma excelente sinergia como piloto e navegador, e um bom carro preparado pela Le Lac.”  

A última etapa do Campeonato Brasileiro acontece nos dias 09 e 10 de novembro, em Atibaia, São Paulo, onde Rodrigo pode realizar dois sonhos, ser Campeão Brasileiro e na cidade em que vive. Saiba mais através dos sites www.rallydeatibaia.com.br.

Divulgação
Foto: Edson Castro