Irmãos Sartori querem aproveitar fator casa para retomar vitórias no rally

Dupla erechinense disputa o Rally de Erechim na próxima semana e meta é reverter resultado ruim da abertura do Campeonato Brasileiro

erechim-sartori-retomar

 

“Jogar em casa” é um diferencial, como diz a gíria do futebol. Mas pode muito bem ser aplicada também ao rally de velocidade. Pelo menos este será o objetivo da dupla dos irmãos Juliano Sartori e Rafael Sartori, da equipe Bitshop Rally (Bitshop/Abadia Competições). Na próxima semana, eles disputam a 16ª edição do Rally Internacional de Erechim. A prova acontece na cidade em que residem, Erechim, norte do RS.

Será a disputa das segundas etapas dos campeonatos Brasileiro e Gaúcho, mas também, de forma simultânea, a prova de abertura do Sul-americano de rally de velocidade. Juliano e Rafael, que competem na forte categoria 4×4 (Classe 3 – carros de tração 4×4 e motor de até 2000cc com turbo), já tem uma meta traçada: aproveitar o fator casa para reverter o início de ano, que não foi dos melhores. “Queremos reverter o abandono que tivemos na etapa de Canela, em março. Vínhamos muito bem naquela corrida até sofrermos o acidente que nos tirou da prova e isso nos deixou muito frustrados”, destaca o piloto Juliano Sartori.

“Nossa expectativa é a melhor possível, mas desta vez teremos em mente que precisamos chegar ao final. Na primeira prova em Canela ficamos fora, então perdemos pontos preciosos que poderão fazer falta. Então agora, precisamos antes de tudo pontuar. Claro que tentaremos andar bem, mas com a cabeça no lugar para que não aconteça imprevistos durante o rally”, acrescenta o navegador Rafael Sartori.

E estar competindo em casa, torna-se o lugar ideal, na opinião de Juliano, para que haja o resgate da confiança. “Temos que demonstrar o nosso trabalho, que ele de certo neste rally”.

Novidade na categoria 4×4

Pela primeira vez Juliano e Rafael terão pela frente uma prova com estágio de qualificação, o Qualifying Stage. Trata-se de uma passagem por uma pista, em estrada de terra, a mesma do shakedown (treino final antes da corrida), com 6 quilômetros de distância. Este será válido apenas para os carros de tração 4×4, das categorias Classes 2 e 3.

Os primeiros 15 colocados na qualificação, terá a opção de escolher em que posição querem largar. O tempo mais rápido será o primeiro a fazer a escolha e assim sucessivamente até o 15º. Os demais largarão na ordem dos tempos feitos da 16ª colocação para trás. O Qualifying Stage será disputado na manhã de sexta-feira, dia 17 de maio, na pista do shakedown, na linha Gramado, interior de Paulo Bento, cidade próxima a Erechim.

“Achei interessante a implantação do Qualifyng, acredito que será uma novidade no rally brasileiro e um dos diferenciais da prova para os 4×4. Não há duvida que é importantíssima a posição de largada, principalmente por termos um grid grande. Uma boa colocação no Qualifying Stage permite escolher um local mais adequado no posicionamento, pois dependendo das condições do clima e piso poderá ser vantajoso largar entre os primeiros ou mais atrás no grid”, explica Juliano Sartori.

“Antes de tudo, parabenizo a organização do Rally de Erechim por esta novidade. Isto só acontece nas provas do Mundial WRC e agora poderemos ver na prova de Erechim. Isto será muito interessante, pois poderemos escolher em que posição largar. Para as pessoas que não conhecem, nem sempre largar em primeiro em um rally é a melhor opção, pois com o passar de 3 ou 4 carros o terreno é “limpo”, ficando melhor para os outros. Isto será um critério de cada um, mas claro, o competidor terá que se sair bem no Qualifying, para poder ter estas escolhas”, enfatiza Rafael Sartori.

Carro encaminhado para a corrida

O Mitsubishi Lancer, com o qual a dupla Juliano e Rafael compete no rally de velocidade, está sendo finalizado pela equipe da Abadia Competições, de Florianópolis, SC. “Com o nosso acidente na primeira prova, o carro teve de ser consertado, então realmente perdemos tempo em fazer alguma melhoria, treinar, etc. Mas possuímos toda a confiança em nosso preparador Abadia, com certeza o carro estará em perfeitas condições para a corrida. Teremos o tempo do shakedown para fazer os ajustes finais”, encerra Rafael Sartori.

O Rally de Erechim

Erechim, no norte do RS, recebe uma das mais tradicionais provas do rally de velocidade brasileiro. O grid terá nada menos que 91 carros e mais de 80 mil expectadores in loco. A prova é considerada a melhor e maior do certame nacional e sul-americano.

A programação este ano começa mais cedo. Na terça-feira, 14, as equipes começam a montar suas estruturas (boxes) no Parque de Apoio, que ficará junto ao Parque da Accie. Na quarta e quinta, dias 15 e 16, acontecem os reconhecimentos das especiais pelos competidores. Na quinta, tem também a largada promocional, a apresentação dos competidores ao grande público em evento que reúne, normalmente, mais de 10 mil pessoas, no centro da cidade.

Na sexta-feira, 17, as equipes tem a oportunidade de fazer o último teste antes da corrida, no shakedown. E a noite, começa a prova com o super-prime noturno, em pista montada junto ao Parque da Accie, a partir das 18h. A prova segue também no sábado e domingo, dias 18 e 19. No sábado, há ainda o super-prime diurno, a partir das 13h26. Mais informações e mapa para o público acessar os locais para ver o Rally, no endereço www.rallyerechim.com.br.

PrimeComunicação
Texto e foto: Edson Castro