Search
Close this search box.

Maratona traz reviravolta e Sertões BRB segue para o Ceará

Etapa de Xique-Xique a Petrolina desafiou os competidores com muita areia e fez liderança mudar de mãos nos carros e UTVs. Lucas Moraes enfrentou problemas e ficou pelo caminho


Rostos cansados, equipamento desgastado, favoritos pelo caminho. A quarta etapa do Sertões BRB 2023, entre Xique-Xique (BA) e Petrolina (PE), nesta terça-feira (15), foi um exemplo perfeito do nível de exigência da prova, que chegou apenas à metade. A especial de 323 quilômetros desafiou os competidores com muita areia, piso que freia o avanço dos veículos e traz dificuldades especialmente para os pilotos das motos, obrigados a dançar pelos caminhos em busca da maior aderência. Como o dia foi da segunda perna da Maratona – os competidores não puderam receber apoio externo na cidade baiana -; as máquinas voltaram a Pernambuco trazendo as marcas da batalha. E a promessa de uma longa noite de trabalho para os mecânicos.

Em duas modalidades, a liderança na classificação geral mudou de mãos. Nos UTVs, os atuais campeões Rodrigo Varela / Matheus Mazzei (Can-Am Maverick X3 / Monster Energy Varela Racing) saltaram do quarto para o primeiro lugar no acumulado, superando Deni do Nascimento/Gunnar Dums (Can-Am Maverick X3/Bompack Racing), que foram os primeiros a largar e, por isso, encontraram maior dificuldade na navegação. Tatá Xavier/Neurivan Calado (Polaris RZR Pro R / Cotton – Polaris Racing) foram os mais rápidos da etapa, à frente de Varela/Mazzei.

Já nos carros, reviravolta completa e decepção para os vencedores da edição 2022 e líderes até a primeira metade da especial. Lucas Moraes/Kaíque Bentivoglio (Toyota GR Hilux DKR T1+ / MEM Overdrive) viram um problema na barra de direção interromper a busca pelo tri. O que deixou a disputa totalmente aberta. Sylvio de Barros/Ramon Sacilotti (Toyota GR Hilux DKR T1+ /X Rally) foram os melhores da especial e aparecem na vice-liderança do acumulado, a 4min18 dos novos líderes Marcelo Gastaldi/Cadu Sachs (Century CR6-T/Baja Tek). Uma situação que pode se alterar, já que Sylvio e Ramon entrariam com recurso questionando uma penalização.

O norte-americano Mason Klein (KTM 450 Rally Replica) completou sua quarta vitória, mesmo em um tipo de piso que, segundo ele, não é o seu forte. O dia não foi livre de problemas: a torre em que estão os equipamentos de navegação se soltou e, por instantes, o Stella, um deles, apresentou problemas. O argentino Martin Duplessis (Honda CRF 450R/Honda Racing) e Gabriel Bruning (Yamaha WR 450F/IMS Yamaha) terminaram em segundo e terceiro.

Rumo ao Crato

O Sertões BRB 2023 chega hoje ao Ceará com uma especial de 212 quilômetros que começa mais sinuosa e técnica e avança por estradas de terra de piso bom – um trecho que promete ser bem prazeroso para os pilotos. Pelo segundo dia seguido um longo (215 quilômetros) deslocamento final ligará o fim do trecho cronometrado à Expo Crato, onde está montada a Vila Sertões.

Sertões BRB 2023

Terça-feira (15/8)
Xique-Xique (BA) → Petrolina (PE)
Segunda perna da maratona
(Deslocamento inicial: 0 km / Especial: 323 km / Deslocamento final: 290 km)
Total: 613 km

Quilometragem total percorrida
Moto / UTV / Quadriciclo: 1.973km
Carro: 1.930km

Quilometragem restante
Moto / UTV / Quadriciclo / Carro: 1.770km

Resultados

Etapa

MOTO
1) Mason Klein (EUA), KTM 450 Rally Replica, (1)MT1, 4h28min11
4) Martin Duplessis (ARG), Honda CRF 450RX, (2)MT1, 4h32min32
3) Gabriel Bruning, Yamaha WR 450F, (1)MT2, 4h33min56
5) Ricardo Martins, Yamaha WR 450F, (3)MT1, 4h34min53
2) Bissinho Zavatti, Honda CRF 450RX, (4)MT1, 4h31min38

CARRO
1) Sylvio de Barros / Ramon Sacilotti, Toyota GR Hilux DKR, (1)T1+, 4h14min19
2) Marcos Baumgart / Kleber Cincea, Prodrive Hunter, (2)T1+, 4h21min36
3) Marcelo Gastaldi / Cadu Sachs, Century CR6-T, (1)T1F, 4h21min41
4) Mauro Guedes / Edu Bampi, Toyota GR Hilux DKR, (3)T1+, 4h23min33
5) Dan Nacif / Fred Budtikewitz, Ford Ranger V8, (2)T1F, 4h23min54

UTV
1) Tatá Xavier / Neurivan Calado, Polaris RZR Pro R, (1)UT1, 4h25min38
2) Rodrigo Varela / Matheus Mazzei, Can-Am Maverick X3, (2)UT1, 4h28min06
3) Jean Azevedo / Idali Bosse, Polaris RZR Pro R, (3)UT1, 4h28min49
4) Vinícius Castro / Lourival Roldan, Polaris RZR Pro R, (4)UT1, 4h30min10
5) Gabriel Cestari / Jhonatan Ardigo, Polaris RZR Pro R, (1)UT2, 4h32min09

Classificação geral

MOTO
1) Mason Klein (EUA), KTM 450 Rally Replica, (1)MT1, 17h24min48
2) Martin Duplessis (ARG), Honda CRF 450RX, (2)MT1, a 20min50
3) Ricardo Martins, Yamaha WR 450F, (3)MT1, a 24min15
4) Gabriel Bruning, Yamaha WR 450F, (1)MT2, a 28min06
5) Gabriel Soares, Honda CRF 450RX, (2)MT2, a 45min44

CARRO
1) Marcelo Gastaldi / Cadu Sachs, Century CR6-T, (1)T1F, a 16h24min40
2) Sylvio de Barros / Ramon Sacilotti, Toyota GR Hilux DKR, (1)T1+, a 4min18
3) Dan Nacif / Fred Budtikewitz, Ford Ranger V8, (2)T1F, a 14min13
4) Mauro Guedes / Edu Bampi, Toyota GR Hilux DKR, (2)T1+, a 26min22
5) Marcos Baumgart / Kleber Cincea, Prodrive Hunter, (3)T1+, a 27min48

UTV
1) Rodrigo Varela / Matheus Mazzei, Can-Am Maverick X3, (1)UT1, 17h45min02
2) Deni do Nascimento / Gunnar Dums, Can-Am Maverick X3, (2)UT1, a 2min38
3) Gabriel Cestari / Jhonatan Ardigo, Polaris RZR Pro R, (1)UT2, a 10min10
4) Deninho Casarini / Ivo Meyer, Can-Am Maverick X3, (3)UT1, a 12min13
5) Pedro McDowell / Wellington Rezende, Polaris RZR Pro R, (4)UT1, a 16min15

  • Resultados extra-oficiais. Confira as classificações completas em https://chronosat.com.br/novo/sert-tv.html

Aspas

Mason Klein (vencedor da etapa e líder Moto)
“Não foi um dia fácil, cheguei bastante cansado. Tive dificuldade para dormir à noite, na barraca. Naveguei bastante bem, mesmo com o problema no Stella, que apagou de repente. Além disso a torre de navegação se soltou. Ainda assim consegui ser rápido e sigo como líder. O rally é longo, e ainda há muito pela frente”.

Sylvio de Barros (vencedor etapa Carro)
“A cada quilômetro que percorremos vamos nos adaptando melhor ao carro e conseguindo ser mais rápidos. Nos areiões os UTVs deixaram alguns rastros que dificultaram nossa pilotagem, mas mesmo assim conseguimos fazer uma ótima etapa e ser os vencedores. Agora estamos na disputa pela vitória com o (Marcelo) Gastaldi, e cada segundo conta”.

Tatá Xavier (vencedor etapa UTV)
“Na primeira parte da Maratona cortamos dois pneus, gastamos os dois estepes e chegamos com dois pneus baixando a pressão. Conseguimos trocar esses pneus com outros dois pilotos amigos nossos; as medidas eram diferentes das que usamos e viemos rezando para não furar de novo. Gosto bastante de andar na areia e, felizmente deu tudo certo”.

Quinta etapa
Quarta-feira (16/8)
Petrolina (PE) → Crato (CE)
Total: 493 km
(Deslocamento inicial: 66 km / Especial: 212 km / Deslocamento final: 215 km)

Descrição técnica

A especial começa muito técnica, alternando piso de cascalho e piçarra. A partir do quilômetro 106, fica mais rápida e sinuosa. Depois do ponto de abastecimento para motos e UTVs (Km 214), a prova segue por estradas de fazenda de piso bom, ao estilo do Mundial de Rally (WRC). Um deslocamento por estradas de asfalto em bom estado leva os competidores até a Expo Crato, onde está montada a Vila Sertões.

Comunicação Sertões BRB
Meg Cotrim
Rodrigo Gini
Aline Ben da Costa
Foto: Victor Eleutério/Fotop/Sertões