Cross Country

Campeonato Brasileiro de Rally


Fabrício Bianchini/Damon Alencar são campeões da Protótipos T1 do 20ª Rally RN1500

Título não escapou das mãos da dupla que liderou desde a segunda etapa. Bianchini e Alencar finalizaram, ainda, o rali potiguar em terceiro na geral

Campeões da categoria Protótipos T1 e terceiro na geral dos carros na 20ª edição do Rally RN 1500 foi o resultado conquistado por Fabrício Bianchini (Barueri/SP) e Damon Alencar (Campinas/SP) neste domingo, no Rio Grande do Norte. A dupla #334 da Bianchini Rally subiu ao lugar mais alto do pódio neste domingo, 16, em Natal, após quatro etapas, com o tempo de 9h05m24s, a 33m21s do segundo da categoria.

Com estratégia e uma tocada segura e forte, a dupla soube administrar a vantagem na quarta e última etapa entre Currais Novos e Bom Jesus, ao completar o Especial em terceiro na Protótipos e, ainda, entre os Top 5 da geral. Após 13 participações no tradicional rali potiguar, sendo 11 nas motos e as duas últimas na categoria carros, a bordo de um T-Rex (MEM Motorsports), Bianchini comemora o título inédito em sua trajetória de 25 anos no off-road.

“Estávamos determinados a conquistar esse título e mantivemos a estratégia de poupar o equipamento quando foi preciso, sem perder a tocada forte e nem arriscar nossa vantagem”, afirma o piloto, mais conhecido como Gaúcho nos grids. “Foi um RN duro, com bastante pedras, areião, poças, mas também com trechos bem prazerosos para pilotar. Me diverti muito, o carro esteve perfeito e sair daqui como campeão não tem preço, pois por quatro anos fui vice-campeão nas motos”, destaca Bianchini.

Já Alencar, afastado das provas de Rally Cross Country deste 2011, uma vez que navega mais para o Rally de Velocidade, afirma que foi gratificante vivenciar essa experiência diante de um roteiro desafiante como este. “Que prova fantástica! Fazia alguns anos que não competia no RN e pensa num cara feliz de sair como campeão da categoria?”, destaca o navegador que também elogia a pilotagem e versatilidade do piloto: “Fabrício teve um papel fundamental para que meu trabalho deste certo, pois ele tem uma leitura de terreno incrível e ajudou demais na navegação também, além de ser um ótimo piloto.”

A 20ª edição do RN 1500 aconteceu entre 12 e 15/4 e teve largada em São Miguel do Gostoso e chegada em Bom Jesus, com premiação em Natal. No total foram percorridos 836 quilômetros, divididos em quatro etapas que cruzaram o interior e litoral do Rio Grande do Norte. Participaram 102 veículos entre motos, quadriciclos, UTVs e carros e a prova somou pontos para as 3ª e 4ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Resultados completos no www.rallyrn1500.com.br

A 20ª edição do RN 1500 aconteceu entre 12 e 15/4 e teve largada em São Miguel do Gostoso e chegada em Bom Jesus, com premiação em Natal. No total foram percorridos 836 quilômetros, divididos em quatro etapas que cruzaram o interior e litoral do Rio Grande do Norte. Participaram 102 veículos entre motos, quadriciclos, UTVs e carros e a prova somou pontos para as 3ª e 4ª etapas do Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country. Resultados completos no www.rallyrn1500.com.br

A equipe – A Bianchini Rally nasceu em 2005, quando Fabrício Bianchini decidiu montar a sua própria equipe com sede em Alphaville, Barueri/SP. Dois anos depois, com patrocínio do Grupo Infinity Bio Energy, juntamente com o piloto Marcos Finato, desenvolveram as primeiras motos de rali movidas a álcool no Brasil. Pioneira com o projeto tornou-se a primeira equipe Carbon Free do grid. Entre 2007 e 2010 se chamou Infinity Rally Team e a partir de 2012, passou a adotar o nome Bianchini Rally. Em 2007 e 2008 foi premiada como Melhor Equipe do Rally dos Sertões. Pela tradição e profissionalismo conquistados, o time trabalha com pilotos campeões do segmento duas rodas no Rally dos Sertões, Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country e Rally Baja. Entre as temporadas de 2013 e 2016, a equipe disputou com duas duplas a Mitsubishi Cup. Em 2016 Bianchini estreou no Rally dos Sertões como piloto nos carros, ao lado de Caio Santos, e terminou em sexto na geral. Ano passado, além de competir nas motos (terminou em 3º na geral no Brasileiro de Baja), Bianchini encarou um novo desafio e estreou no Rally de Velocidade com um Peugeot 207 e garantiu pódio nas três provas que participou: Rally de Holambra, Rally de Erechim e Rally da Graciosa. Mais informações no site www.bianchinirally.com.br e na página no Facebook @equipebianchinirally.

A Bianchini Rally, com sede em Barueri (SP), conta com os apoios de Capacetes Shiro, Óculos 100%, O Mundo de Maria, Bull Sertões Rally Team, Vedacit e Rede Petrolam.

Resultado final, após quatro etapas

Geral Carros (cinco primeiros)

1) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (X Rally Team/Ford Ranger), 8h09m26s – Campeões Protótipos T1 FIA
2) Gunter Hinkelmann/Vinícius Castro (X Rally Team/ Ford Ranger), 8h26m39s – 2º Protótipos T1 FIA
3) Fabrício Bianchini/Damon Alencar (Bianchini Rally/T-Rex), 9h05m24s – Campeões Protótipos T1
4) Cleber Rodrigues/João Victor Ribeiro (X Rally Team/L200 Triton), 9h38m45s – Campeões Pró Brasil
5) Pietro Branchina/Christina Bordini (Hummer Rally/L200 Triton ER), 9h39m13s – Campeões S.Production

Resultado Etapa 4 (Currais Novos – Bom Jesus) 15

Geral Carros (cinco primeiros)

1) Marcos Baumgart/Kleber Cincea (X Rally Team/Ford Ranger), 1h34m55s – 1º Protótipos T1 FIA
2) Lucas Moraes/Kaique Bentivoglio (MEM MOtosports/Sherpa), 1h37m12s – 1º Protótipos T1
3) Gunter Hinkelmann/Vinicius Castro (X Rally Team/ Ford Ranger), 1h42m12s – 2º Protótipos T1 FIA
4) Luiz Nacif/Neurivan Calado (MEM Motorsports/T-REX), 1h42m23s – 2º Protótipos T1
5) Fabrício Bianchini/Damon Alencar (Bianchini Rally/T-REX), 1h44m58s – 3º Protótipos T1

MSuzuki Comunicação
Mércia Suzuki
Foto: Fabio Davini/DFotos