Rally Erechim

Kolberg/França busca recuperação na reta final

Com problemas solucionados, dupla volta a ritmo habitual e termina antepenúltima etapa da edição 2013 em terceiro

01-klever

Após ter enfrentado uma quarta-feira de muitos problemas e bastante trabalho por conta de um furo no pistão do Protótipo T-Rex (que obrigou a troca do propulsor) da Mobil MEM Motorsports, Klever Kolberg e Flavio França retornaram ao ritmo habitual nesta quinta-feira ao terminar em terceiro no geral e em segundo na divisão T1 durante a especial que foi de Palmas, no Tocantins, a Minaçu, de volta a Goiás.

“Hoje foi duro. Viemos rápido e passamos uns 20 carros, eu acho. Nossa sorte foi que conseguimos passar em trechos mais sinuosos, mas teve um que levou mais tempo porque era um trecho rápido e a poeira atrapalhava muito. Somado a isso, nosso rádio está com algum problema, porque só conseguíamos contato com o carro da frente pelo Sentinel apenas quando estávamos realmente próximos”, comenta Klever, que corre com um inovador modelo movido a diesel de cana-de-açúcar.

“Foi legal terminar em terceiro depois do dia que tivemos ontem. Houve um furo de um pistão que acabou com a nossa especial no Jalapão e o resgate foi muito demorado por causa da distância até Lizarda, onde estávamos, e a viagem de volta foi feita quase toda por estradas de terra. Chegamos ao parque de apoio depois das 23 horas e a equipe passou a noite inteira trabalhando no carro, que ficou zerado para hoje. Então o resultado é dedicado demais para o pessoal da Mobil MEM Motorsport”, destaca o piloto, que só lamenta o fato de o problema no pistão ter tirado a dupla da briga pelos títulos em jogo no Sertões.

“Com o que aconteceu ontem nossas chances de título na Protótipos T1 ficaram muito restritas. O objetivo agora é continuar mostrando o quanto é positivo o uso do diesel de cana de açúcar e, claro, terminar este Sertões também como forma de homenagear a equipe”, completa Kolberg.

Sobre Klever Kolberg: Engenheiro, palestrante e piloto. Este ano comemora 28 anos de competições off-road. Pioneiro brasileiro no Rally Dakar, onde já representou o Brasil por 23 vezes. Klever começou no Dakar competindo de moto, entre 1988 e 1996, sagrando-se campeão da categoria Motos Maratona em 1993, ano em que foi o quinto colocado no geral. A partir de 1997 passou a disputar o Dakar entre os carros, obtendo o título vice-campeão na categoria Carros Maratona em 1999 e 2000 e na categoria Carros Diesel em 2002. Também é pioneiro e criador no Dakar da categoria Experimental para combustíveis limpos, onde em 2010 foi o primeiro a utilizar Etanol de Cana de Açúcar como combustível. Na maior prova off-road do país, o Rally dos Sertões, Klever é bicampeão da categoria carros e bicampeão da categoria Pro Etanol (2010 e 2011).

Sobre Flavio Marinho de França: Cirurgião-dentista e navegador, começou competindo com motos em 1992, nas modalidades de Enduro de Regularidade e Rally Cross-Country. Em 1995 passou a competir também com carros como navegador em provas de Rally de Regularidade e Rally Cross-Country. Em 2009 passou a competir também em rallys náuticos com barcos. Flavinho, como é mais conhecido, participa do Rally dos Sertões desde 2003 quando foi campeão na categoria Production Gasolina ao lado de Paulo Buda. No Sertões 2005 foi campeão na categoria Super-Production Diesel ao lado de Riamburgo Ximenes, em 2010 e 2011 foi bicampeão da categoria Pro Etanol ao lado de Klever Kolberg. Flavio é Bicampeão do Rally Cerapió (2006 e 2007), Campeão do Rally RN 1500 em 2003, Tricampeão Brasileiro de Rally de Regularidade (2003, 2004 e 2006) e desde 2008 é organizador de provas de Rally de Regularidade no RN.

Acesse o site do piloto: http://www.klever.com.br

Para acompanhar o desempenho da equipe acesse o site http://www.klever.com.br e siga a equipe no Twitter (http://www.twitter.com/kleverkolberg) e no Facebook (http://www.facebook.com/kleverkolberg). 
 
Cleber Bernuci/ Caio Moraes/ Rodolpho Siqueira
Foto: Ricardo Leizer